top of page
  • adekat

Paisagistas Contemporâneos que nos inspiram: Roberto Burle Marx


Projeto paisagístico da Takeda Design para Moura Dubeux.


Dentro do Paisagismo contemporâneo existem diversos profissionais de grande renome, com estilos muito diferentes uns dos outros, mas que servem de inspiração para nós. Através de suas obras, do seu legado, retiramos o que acreditamos ser princípios geradores de projetos.


Hoje falaremos sobre a maneira que Roberto Burle Marx nos inspira.


Painel de Roberto Burle Marx no escritório da Takeda Design em Porto Alegre/RS.


Burle Marx

dispensa maiores apresentações, foi um dos maiores paisagistas brasileiros além de artista plástico, desenhista e várias outras atividades que ele dominava. Seu legado dentro do Paisagismo Contemporâneo é enorme, mas aqui vamos nos ater em uma das maneiras que ele mais nos influencia: a consciência ambiental.


Marx preocupava-se muito com o meio ambiente, mesmo sem ter uma formação específica em botânica, realizou ao lado de cientistas, expedições pelo território brasileiro. Foi graças a essas expedições que a mata nativa se tornou importante para Burle Marx, pois ele procurava ao projetar um jardim, posicionar as espécies conforme encontradas na natureza.


Nessas mesmas excursões, sempre que podia, recolhia plantas para compor o seu acervo botânico, em seu sítio, que em 2021 foi reconhecido como Patrimônio Mundial da Unesco. É neste sítio que foi concebido o Jardim Tropical Moderno, que inspirou diversos outros projetos ao redor do mundo e deixou todos atentos ao uso de vegetação nativa em projetos paisagísticos.


Sítio de Roberto Burle Marx que entrou para a lista de Patrimônio Mundial. A sua ideia era criar um "trabalho de arte vivo" e um "laboratório paisagístico", usando plantas nativas (fonte: ONU News).


Nós, da Takeda Design,

nos preocupamos muito com questões ambientais, sobre como trazer a natureza para nossos projetos de maneira harmônica pois sabemos o quanto ela aumenta a qualidade de vida das pessoas. Nós sabemos como o espaço influencia diretamente no comportamento das pessoas e que elas buscam experiência, bem-estar e saúde.


Com isso em mente, unido ao design biofílico buscamos aplicar o ensinamento deixado por Roberto Burle Marx nas questões ambientais, pois como ele mesmo dizia: “A planta é forma, cor, textura, aroma. Um ser vivo com necessidades e referências, com personalidade própria”. Também levando em conta a sustentabilidade e o uso de mata nativa nos projetos. Nos empenhamos em cada projeto para vivermos em harmonia com a natureza, criando estratégias alinhadas às demandas da população para, desta maneira, projetarmos empreendimentos de sucesso.

Quer saber mais sobre a maneira que projetamos, sobre design biofílico, uso de espécies nativa em projetos?


Não perca tempo, entre em contato conosco. Será um prazer atender você!






REFERÊNCIAS

Brasil. Sítio Roberto Burle Marx é reconhecido como Patrimônio Mundial da Unesco. Disponível em: https://www.gov.br/iphan/pt-br/assuntos/noticias/sitio-roberto-burle-marx-recebe-titulo-de-patrimonio-mundial-da-unesco

Tofani, Sandra Regina Menezes. Acervo botânico do Sítio Roberto Burle Marx: valorização e conservação. Dissertação (Mestrado) – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural, Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Mestrado_em_Preservacao_Dissertacao_TOFANI_Sandra_R_Menezes.pdf

CASARIM, Rafael Farina. Roberto Burle Marx: Relações entre arte e paisagismo. Porto Alegre, UFRGS, 2018. (disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/178294/001064804.pdf?sequence=1 ­)

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ความคิดเห็น


bottom of page