top of page
  • adekat

Cidades Biofílicas


Serena - Mosmann

As cidades modernas são centros de atividades, oferecendo uma vasta gama de oportunidades e conveniências a seus habitantes. Todavia, ao mesmo tempo em que proporciona uma vida agitada e repleta de comodidades, muitas cidades enfrentam um desafio constante: a poluição.


Isso é decorrente da crescente urbanização, o aumento do número de veículos, a intensa atividade industrial e diversos outros fatores que acabam por degradar a qualidade do ar, da água e do solo, causando uma série de consequências para a saúde humana, a biodiversidade e o clima global.

Parque Pontal - Porto Alegre/RS

Dito isso, fica o questionamento: Qual o futuro das cidades?


O futuro das cidades é biofílico e inclusivo. A tecnologia vem abrindo portas que antes estavam fechadas, soluções para diversos aspectos que são prejudiciais ao meio ambiente, que antes custavam muito caro, estão se tornando econômicas e mais eficientes. O ambiente construído pode agir em diversos aspectos que reduziria a poluição e, como consequência, reduzir as mudanças climáticas no ambiente construído, promover a saúde enfrentando desafios como obesidade, diabetes e doenças cardíacas, aumentando o bem-estar e a felicidade das pessoas.

Parqville Figueira - CINQ

Hoje podemos observar diversos exemplos bem-sucedidos de design biofílicos em construções. Ecossistemas inspirados pela natureza podem consumir menos recursos, reduzir o consumo de energia, criar comunidades mais seguras, resilientes, adaptáveis, conectadas, móveis, acessíveis, equitativas, diversificadas e inclusivas.


Por que precisamos de cidades biofílicas?

Os benefícios do design biofílico são muitos e inegáveis, como:


- Aumento da qualidade de vida;

- Aproveitar os benefícios econômicos do acesso à natureza;

- Melhorar a qualidade do ar;

- Aumentar a segurança alimentar;

- Proteger o abastecimento de água da cidade;

- Proteger das tempestades;

- Aumentar a resiliência e sustentabilidade;

- Sombrear e resfriar os ambientes urbanos;

- Conservar a água e a energia;

- Proporcionar valor emocional para os residentes urbanos;

- Valorizar as propriedades (“valor hedônico” = valor aumentado da propriedade associado a proximidade à natureza);

- Reduzir a hostilidade;

- Aumentar a coesão da comunidade com laços sociais mais fortes.

Ed. Ariano Suassuna - Suassuna Fernandes

Vale ressaltar que biofilia e design biofílico não estão apenas relacionados com plantas, mas sim com todos os aspectos da natureza: ar, uso de materiais naturais, água, terra, fogo, pedras, iluminação natural e muito mais.


Estudos de neurociência e neuroarquitetura já comprovaram que o ambiente construído gera um impacto direto na vida das pessoas que o usufruem. Outros estudos, ligados à biofilia, nos mostram que o ser humano tem uma necessidade inata de contato com a natureza. Com isso em mente, podemos projetar ambientes que estimulam viver de uma forma saudável e sustentável, formando cidades belas, inspiradoras, bonitas e com uma população alegre e saudável.

Porto das Dunas - Moura Dubeux

Na Takeda Design, sustentamos com convicção que o futuro deve abraçar o conceito biofílico e, portanto, empenhamo-nos em cada projeto para estreitar o vínculo entre as pessoas e natureza, adotando diversas abordagens. Com uma vasta experiência de mais de 30 anos nesse campo, temos nos dedicado a aumentar o contato humano com elementos naturais. Nossa expertise nos permite criar espaços que estimulam e integram a natureza, proporcionando ambientes benéficos e inspiradores para todos.

Gostaria de fazer parte do futuro biofílico? Entre em contato conosco, será um prazer ajudá-lo a tornar o mundo um lugar melhor para se viver.




31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page