top of page
  • adekat

O uso de plantas nativas em projetos paisagísticos


Horto Boulevard

Realizar projetos paisagísticos no Brasil não é uma tarefa fácil. O país possui seis biomas totalmente distintos, e em cada um deles um tipo de vegetação se adapta melhor. O paisagismo de qualquer empreendimento deve ser belo, criar atmosferas que tragam conforto e bem-estar para as pessoas que usufruem dos espaços e, para isso, em termos de vegetação, é fundamental que as plantas sejam cuidadosamente selecionadas para uma maior beleza e longevidade do paisagismo aplicado.


Parqville Quaresmeira - CINQ

A Takeda Design compartilha da crescente valorização do uso de plantas nativas em projetos paisagísticos. Esta abordagem não é apenas uma tendência, mas uma prática que beneficia tanto a incorporadora quanto o cliente final. Entre os ganhos proporcionados pelo uso de plantas nativas, destacam-se:


  1. Adaptação ao Clima Local: Plantas nativas são naturalmente adaptadas ao clima local, o que significa que requerem menos água e manutenção. Sua resistência às condições específicas da região as torna uma escolha prática e econômica.

  2. Menor impacto ambiental: O uso de plantas nativas não afeta na biodiversidade local, e apoiam a vida de pássaros, insetos e outros diversos tipos de animais, mantendo o equilíbrio e habitat essenciais para as espécies nativas.

  3. Redução do uso de produtos químicos: Escolher plantas que naturalmente prosperam na região diminui a necessidade de produtos como fertilizantes e pesticidas, pois esse tipo de vegetação se mantém saudável graças a sua adaptabilidade ao local.

  4. Baixa manutenção: Devido à sua adaptação às condições locais, as plantas nativas geralmente exigem menos manutenção ao longo do tempo. Isso pode resultar em economias de tempo e recursos financeiros para os proprietários e gestores de paisagismo.

Central Garden - Celi

Ao escolher plantas nativas para seu projeto paisagístico, é importante levar em conta alguns fatores que vão além da aparência e estética, como, por exemplo, o clima e o tipo de solo, necessidades hídricas, a biodiversidade local e até mesmo o valor cultural e histórico que aquela espécie de planta representa para a região.


A Takeda Design possui projetos executados por todo o Brasil e sempre buscamos priorizar o uso de plantas nativas em nossos paisagismos, pois acreditamos ser uma escolha sustentável e culturalmente enriquecedora.

Autoral - Tegra

A nossa metodologia, o Paisagismo Biofílico, acredita que através do projeto paisagístico sejamos capazes de promover um equilíbrio harmonioso entre a arquitetura e a natureza. Ao incorporarmos plantas nativas em nossos projetos, reduzimos os impactos ao meio ambiente, conservamos recursos hídricos, preservamos a fauna local, criamos ambientes que não são apenas visualmente atraentes, mas sustentáveis e que entregam um alto bem-estar, conforto e qualidade de vida para as pessoas que os utilizam.

Quer saber mais sobre o uso de plantas nativas em projetos paisagísticos? Entre em contato conosco, será um prazer atendê-lo.



26 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page