top of page
  • adekat

Neuroarquitetura: Design Para o Bem-Estar


Beach Class Jaguaribe - Moura Dubeux

A Neuroarquitetura é um campo interdisciplinar que mergulha nas interações entre o design do ambiente construído e seu impacto nas pessoas, seja ele emocional, comportamental ou cognitivo. Esse estudo traz consigo princípios da neurociência, psicologia e arquitetura, visando criar espaços que potencializem o bem-estar, funcionalidade e experiência dos ocupantes, sempre considerando como o ambiente físico molda o cérebro e influencia no comportamento humano.

Central Garden - Celi

Além disso, a neuroarquitetura reconhece a influência de um bom design espacial na cognição e na aprendizagem. A disposição inteligente de elementos que potencializem a concentração e espaços para ações colaborativas, podem estimular a mente de uma forma eficaz, trazendo uma maior absorção do conhecimento e aflorando a criatividade. A neuroarquitetura também está diretamente ligada com a nossa saúde. Quando aplicada as metodologias corretas em ambientes hospitalares como, por exemplo, janelas com vista para a natureza, os pacientes melhoram muito mais rapidamente.


Portanto, a neuroarquitetura desempenha um papel crucial na concepção de ambientes, sejam ele residenciais, educacionais, hospitalares ou de trabalho, estes elementos quando aplicados corretamente trazem melhorias diretas para a vida das pessoas.

Colégio Israelita - Porto Alegre/RS

Nesse contexto, o(a) arquiteto(a) dispõe de uma série de ferramentas para evocar diversas sensações. Dentre elas, vale a pena destacar:


  • Iluminação natural: Ambientes com luz natural adequada promovem efeitos positivos como bom humor e produtividade;

  • Cores e materiais: Podem influenciar diretamente nas emoções e sensações que o ambiente promove, tornando-o mais acolhedor e confortável.

  • Conexão com a natureza: Vistas para a natureza, jardins internos, materiais orgânicos, tudo isso afeta diretamente o bem-estar das pessoas que estão no ambiente. É aqui que entra uma ramificação da neuroarquitetura, a biofilia;

  • Acústica: Uma boa acústica contribui para a concentração e qualidade do sono;

  • Acessibilidade Universal: Um ambiente bem planejado atende as necessidades de todos, sem exceções, e deve promover a inclusão e conforto para indivíduos com diferentes necessidades.

Jardim Aurora Batel - A.Yoshii

Estes são apenas alguns exemplos de ferramentas intrínsecas aos projetos embasados na neuroarquitetura. Cada uma, à sua maneira, contribui para o bem-estar físico e mental dos usuários do espaço.

ID Vida Urbana - FR Incorporadora

Há 33 anos, a Takeda Design empenha-se em criar cenários para uma vida plena e repleta de felicidade. Conectando-se positivamente com a mente das pessoas, buscamos criar espaços que proporcionem momentos memoráveis. Para isso, aplicamos diversas técnicas e metodologias da neuroarquitetura, integrando conceitos criativos e inovadores que garantem um resultado plenamente satisfatório.


Deseja que os ambientes do seu projeto irradiem felicidade, qualidade de vida e bem-estar? Entre em contato conosco, será um prazer atendê-lo.


33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page