top of page
  • adekat

Paisagistas que nos Inspiram: Shodo Suzuki

Atualizado: 8 de fev. de 2023


O Arquipélago de Shodo Suzuki no Chaumont Chateau para o Festival Internacional de Jardins em 1993 (Loire Concept)


“O jardim japonês é mais do que uma simples imitação da natureza. É uma verdadeira criação artística, elaborada por designers. Cada composição do jardim é de fato uma resposta à pergunta sobre a situação do homem em relação a natureza.

O jardim japonês é a arte de demonstrar a beleza como consequência de um acidente natural, mantendo a formas geométricas e sofisticadas” - NISCHKE, Gunter. Le Jardin Japonais – Angle droit et forme naturelle, (1999).

Esta citação é uma boa maneira de introduzirmos quem será o assunto de hoje: o paisagista japonês Shodo Suzuki.

Em sua obra podemos observar que ele difere dos jardins tradicionais japoneses. Para isso, utiliza equipamentos modernos, mas continua mantendo a intenção dos jardins tradicionais, trazendo elementos tecnológicos, modernos e novas técnicas.


Cascata Praca Ichiban-Cho no Distrito Chiyoda em Tokyo.


O paisagismo em jardins japoneses é uma forma de arte que envolve a criação de espaços paisagísticos em torno de casas, templos, santuários e outros locais. O objetivo é criar um ambiente harmonioso e equilibrado que reflita a beleza e a simplicidade da natureza.


Dito isso, Shodo Suzuki faz uma releitura do paisagismo tradicional que, no caso, é a cultura milenar japonesa que o inspira. Para atingir tal feito, ele faz uso de sua filosofia única, que se baseia em uma tríade: passado/presente/futuro e sempre engajado com a ecologia e biofilia.



Jardim Interno de pedras e água – Shodo Suzuki.

Fazer algo que seja realmente novo e impactante para a sociedade é algo que nos inspira muito, mas sabemos que não é uma tarefa fácil. Cada local tem as suas peculiaridades e particularidades que devem ser levadas em conta e é justamente nesse ponto que mais nos inspiramos em Shodo Suzuki:


LEVAR EM CONSIDERAÇÃO A CULTURA LOCAL.


A Takeda Design está presente em 23 dos 26 estados do Brasil, que se diferem muito entre si. O norte e o sul do Brasil têm uma cultura totalmente diferente uma da outra, desde o clima a costumes particulares de cada região.


Por isso, em nossos projetos, sempre levamos em conta a cultura local, as particularidades da cidade e até mesmo do bairro onde o empreendimento ficará e, desta maneira, conseguimos ter um resultado maravilhoso, que agrada não só o cliente, mas principalmente a população local.


Projeto paisagístico da Takeda Design para o edifício Ariano Suassuna, vencedor do International Awards Americas 2022-2023, em Recife/PE.


É isso que faz cada um de nossos projetos serem únicos, pois cada cultura é única, e suas particularidades, quando levadas em conta desde o processo de ideação, acrescentam de maneira positiva, no produto final.


Quer saber mais sobre os nossos serviços e a maneira que projetamos?


Não perca tempo, entre em contato conosco. Será um prazer atender você!





Referências:

NISCHKE, Gunter. Le Jardin Japonais – Angle droit et forme naturelle, (1999).

FRANÇA, David André Vandeput da Veiga. Arquitetura japonesa contemporânea: cruzamento de culturas entre ocidente e oriente. Universidade Lusíada, Faculdade de Arquitetura e Artes. Lisboa, 2020.

David A. Slawson. Scret Teachings in the Art of Japanese Gardens Design Principles, Aesthetic Values.


29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page